quarta-feira, 28 de julho de 2010

Só posso cheirar muito mal!...

Ontem, enquanto carregava uma considerável quantidade de caixas nas mãos, ia a entrar para um dos edifícios em pleno "Marquês do Pombal", no centro da cidade de Lisboa, quando o sapatinho do menino escorrega na pedra polida do degrau da entrada, e eis que, o menino dá três piruetas e dois mortais, estatelando-se no meio da bela calçada lusitana, rodeado de trinta e seis pequenas caixas de cartão.
Se é certo que efectivamente de modo algum me magoei, também é certo que o máximo que obtive dos vinte ou trinta compatriotas que assistiram ao número de circo, foi umas risadas e uns chutes numas caixas que ficaram a estorvar o esvoaçante andar de uma bela menina. Ninguém, mas rigorosamente ninguém, esboçou o menor gesto de ajuda a levantar-me ou a apanhar as ditas caixas!...
Isto só pode querer dizer uma coisa... Só posso cheirar muito mal!...

© Mário Rodrigues - 2010

8 comentários:

  1. Não, não.
    É falta de civismo mesmo.
    Welcome to the jungle...

    ResponderEliminar
  2. já não há muitas pessoas como eu que, é certo que me deiotaria no chão com o riso mas... e mas é muito importante!!, mas recompunha-me logo de seguida para ajudar. e logo eu que não posso ver uma velhinha em dificuldades na berma da estrada que me ponho logo em alerta ou coisa assim. eu ainda sou uma menina às direitas. já o resto da população... espero que não haja muitas negrelas por aí... ;);););)

    ResponderEliminar
  3. Deve ser a unica esplicação madianamente plausivél para tal ter acontecido, hoje em dia não há muita gente que saiba o básico dos bons modos...
    Um abraço
    Bernardo

    ResponderEliminar
  4. Não creio que fosse do cheiro porque acredito que, pelo sim pelo não, tomas banho :)), mas é o termo "civismo" que por via popular ao logo dos últimos anos se está a transformar em "laxismo".
    Abraço

    ResponderEliminar
  5. *
    penso
    que o cheiro a mal, exalava do degrau,
    não se escorrega gratuitamente
    em superfícies limpas !!!
    srsrsrsr,
    ,
    abraço,
    ,
    *

    ResponderEliminar
  6. Olá Mário!

    Também se pode ver a coisa por outro prisma... Ninguém ocorreu a estender-te a mão porque te viram com bom aspecto,são e escorreito. O gajo que se levante - pensaram.Fosses um velhinho a tremelicar e terias tido ajudas, algumas por educação, outras por compaixão, esta menos desejável.

    ResponderEliminar
  7. Até que morra vou sempre saber que terei sempre de me levantar sozinho. Ainda que o saiba, é sempre bom lembrar. A esperança também morre solteira, na maioria das vezes.

    Abraço

    ResponderEliminar

…Escrevo, principalmente, por falta de espaço dentro de mim para tantas emoções e tão grandes (para mim). Anseio pelos comentários, porque fico com a sensação de que os pingos de emoção que transbordo caiem em terras fecundas, e coadjuvam o nascimento de novas emoções, e produzem opiniões e contra pontos e desafios… e isso. Isso é “geleia real”, para as nossas vidas…

Mensagens populares