domingo, 25 de abril de 2010

Abril ainda está por fazer…


Este, foi o primeiro post deste blog.
Hoje, republico-o na companhia da lágrima, que novamente me visita...

"segunda-feira, 27 de Abril de 2009

Abril ainda está por fazer…
Abril…. Vagueando pelo meio dos meus documentários…..,dei com os olhos no “Capitães de Abril”, sei bem que não é um documentário, mas na minha prateleira está nesse lugar, dos documentários. Tinha 4 anos no dia 25 de Abril de 1974. Não resisti a dar uma olhadela; aí a 225ª vez e mais uma vez e como da 1ª vez que o vi, chorei novamente… e principalmente chorei por continuar a sentir vontade de chorar quando o vejo. Abril, ainda está por fazer. Abril foi e é todos os dias enxovalhado e vergonhosamente tomado por bocas e mãos que nunca o entenderam mas sempre o usaram. Abril ainda está por fazer… Abril ainda está por fazer… Abril ainda está por fazer…

© Mário Rodrigues - 2009"

3 comentários:

  1. Será por haver tanto que fazer que nos sentámos de braços cruzados. Falta quem diga por onde começar, e faltava que a vida fosse suficientemente longa para acender a esperança. Não são braços que faltam, é estímulo.

    Abraço

    ResponderEliminar
  2. desculpe Mário mas permite-me discordar?
    feito ele estava só faltou conserva-lo, isso sim é que ficou por fazer e agora que apodreceu só fazendo um novo...
    lamento é não acreditar que desta vez seja com cravos :(

    ResponderEliminar
  3. É como dizes Escarlate! Ele realmente foi feito. Foi feito e bem feito bem como bem pensado. No entanto, tal como dizes, não foi conservado. Penso que se trata de uma enorme incompatibilidade entre a "presa", o "caçador" e quem se banqueteia com a carcaça à disposição. Os ideais que levaram a que se fizesse, lamentavelmente, morreram também naquele dia...

    Realmente só um novo. Subscrevo a dúvida...

    ResponderEliminar

…Escrevo, principalmente, por falta de espaço dentro de mim para tantas emoções e tão grandes (para mim). Anseio pelos comentários, porque fico com a sensação de que os pingos de emoção que transbordo caiem em terras fecundas, e coadjuvam o nascimento de novas emoções, e produzem opiniões e contra pontos e desafios… e isso. Isso é “geleia real”, para as nossas vidas…

Mensagens populares