sexta-feira, 12 de março de 2010

Arriscamentos...

Hoje dei inicio a um ciclo de almoços...extraordinários!

Requisitos:

-Três intervenientes no mínimo.
-"Open mind" suficiente para, sem rodeios, apontar e confrontar os outros com os defeitos que lhes achamos, justificando.
-Humildade suficiente para identificar as virtudes dos outros, os dos defeitos...
-Capacidade total de completo e repito, completo, alheamento de pré conceitos. O que é difícil mas possível...
-Discernimento para fundamentar as nossas convicções e o que os outros acham de defeito em nós.

Resultados a curto prazo:
-As amizades não ficam iguais. Ou não o eram e morrem naquele momento, ou saem com uma força cúmplice...de dimensão admirável...

Experimentem...
Recomendo...
Mas...Preparem-se...

© Mário Rodrigues - 2010

5 comentários:

  1. Um dia destes vê se me levas contigo a esse ciclo de almoços "extraordinários"!!!!
    Um abraço!
    Macgyver!!haha

    ResponderEliminar
  2. Eu não teria receio de um almoço desses.
    Bjks

    ResponderEliminar
  3. Hehehe! Ia ser muito giro...!
    Adorava ter-te por lá... Mas...não preenches um dos requisitos! Não te conheço defeitos.

    Beijocas

    P.S. - Vêm ai bons tempos para o jardim ;-)))

    ResponderEliminar
  4. Pois... Sobressai a necessidade de serem defeituosos... O risco não é perderes algum, é cometeres alguma injustiça. Quem nunca errou que atire a primeira. Acabarás esses almoços à pedrada. Por outro lado já não me incomodam tanto os defeitos, alguns serão toleráveis face ao benefício das vitudes. Só te posso tentar convencer a que faças a coisa pela positiva para que passem esses momentos de partilha a enaltecerem-se uns aos outros, verás que o resultado será bastante melhor.

    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Ainda bem que me entendes!
    O sabor que me dão alguns dos meus "defeitos"!...
    Alguns deles são opostos aos que me apontam. Mas enfim, serei sempre muito mais que as etiquetas que me põem...tal como os outros.

    Um abraço

    ResponderEliminar

…Escrevo, principalmente, por falta de espaço dentro de mim para tantas emoções e tão grandes (para mim). Anseio pelos comentários, porque fico com a sensação de que os pingos de emoção que transbordo caiem em terras fecundas, e coadjuvam o nascimento de novas emoções, e produzem opiniões e contra pontos e desafios… e isso. Isso é “geleia real”, para as nossas vidas…

Mensagens populares