sexta-feira, 18 de março de 2011

Hoje vi um cão!

Hoje vi um cão!
Os cães são animais amistosos...quando mordem é porque têm razões. 
Gostava de um dia ser um cão. Eles sé mordem quando têm razões. 
Alguns mordem porque não foram bem-criados e porque reflectem o desespero dos donos. Os cães pressentem os medos e os anseios dos homens. Isso reflecte perigo devido à instabilidade emocional de um bicho desequilibrado que é o homem. Eles, os cães, põem-se à defesa! 
Começam por ladrar em tom receoso. Sim. O homem representa um enorme perigo para os cães! Os homens, dificilmente compreenderão os sentimentos de um cão!

Esta manhã vi dois! Estavam debaixo de um telheiro. A dormir debaixo de um telheiro. Cobertos por um cobertor fedorento, nojento e asqueroso!... 
Eram invisíveis!
No entanto, estão atravessados nos meus olhos como ciscos granulados!

© Mário Rodrigues - 2011

7 comentários:

  1. "estão atravessados nos meus olhos como ciscos granulados"
    se não estivessem é que eu acharia estranho...
    não tenho mais nada a crescentar, tudo o resto já o disseste

    ResponderEliminar
  2. Minha linda!

    És bálsamo em mim!
    Temos dias!
    Hoje é um.
    É tão bom, termos em nenhures almas gémeas.

    Mil beijos. Ana.

    Mário

    ResponderEliminar
  3. Adoro animais.
    Sensibilidade (a sua) que cativa, numa forma de escrever que quase sempre me impressiona. Parabéns, é uma graça divina poder e saber escrever e descrever o que se sente.

    A ultima frase causa um rasgo no coração.

    ResponderEliminar
  4. Preta

    E rasgados ficam corações. Alguns...

    Beijos

    ResponderEliminar
  5. :) Que lindo. É isso mesmo, tem razão...

    ResponderEliminar
  6. "No entanto, estão atravessados nos meus olhos como ciscos granulados!"

    Genial, na minha subjectiva opinião!

    Um abraço,

    Jorge

    ResponderEliminar
  7. Pois é Jorge...

    Temos o nosso mundo pejado de indigentes. Nós somos uma parte deles!
    Os outros, os que dormem dentro de caixotes de cartão, são invisíveis, incaracterizáveis e identificáveis. No entanto, se nos "distraímos", cravam-se-nos nas retinas...

    Um grande abraço.

    ResponderEliminar

…Escrevo, principalmente, por falta de espaço dentro de mim para tantas emoções e tão grandes (para mim). Anseio pelos comentários, porque fico com a sensação de que os pingos de emoção que transbordo caiem em terras fecundas, e coadjuvam o nascimento de novas emoções, e produzem opiniões e contra pontos e desafios… e isso. Isso é “geleia real”, para as nossas vidas…

Mensagens populares