terça-feira, 29 de junho de 2010

Viens ici mon petit four...



...
Anda cá!...
Anda!... Chega-te aqui!...
Põe no mesmo saco a sensatez e a loucura...
Sai para a rua e sorri aos outros porque sim...
Anda cá e expulsa as minhas trevas...
Desarruma-me a biblioteca...
E arranca-me todas as ervas...
Troca-me os caminhos...
Faz que eu já não saiba, qual a direcção da solidão...
Anda cá!...
Anda!... Chega-te aqui!...
Acomoda-te no meu caos...
Aposta com os outros que vens ser feliz...
Despenteia-me a compostura...
Põe-me envergonhado por um triz...
Entra-me na alma com os pés descalços e areia...
Convence-me que sou um sortudo...
E tu és uma sereia...

Anda cá!...
Anda!... Chega-te aqui!...
...

© Mário Rodrigues - 2010

8 comentários:

  1. Se eu for, dás-me esses chocolates todos que estão na foto? Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk


    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Não! Os da foto, não lhes conheço a qualidade! Não sou assim tão descuidado com os meus amigos!...
    Vem, que eu ponho-me de avental e faço-te uns para comermos enquanto durar a cavaqueira.

    Um beijo :))

    ResponderEliminar
  3. Olá Taniah,

    Ok! Eu dobro a receita e faço mais. Vens?

    Um beijo

    ResponderEliminar
  4. (Oh!... Isto é para meninas...)

    Quando arranjares umas barras de chocolate preto a gente fala. (Bombons... Humpf!...) ;))))


    Abraço, Mário!

    ResponderEliminar
  5. Ai o menino só gosta de chocolate às barras!...
    És um bruto!... ;)))))

    Nunca ouviste e dito popular:
    "Chocolate não é para brutos!..."

    Eu sei que as tuas mãos...Não se ajeitam com os bombons... ... ... ;)

    Um abraço

    ResponderEliminar
  6. o quê??? chocolate??? também quero!!! pode ser preto ou branco, amargo ou doce, mousse ou em bolo, tanto faz, desde que seja chocolate eu alinho
    (à conta do chocolate ainda um dia vou parecer 1 barril com pernas)

    ResponderEliminar

…Escrevo, principalmente, por falta de espaço dentro de mim para tantas emoções e tão grandes (para mim). Anseio pelos comentários, porque fico com a sensação de que os pingos de emoção que transbordo caiem em terras fecundas, e coadjuvam o nascimento de novas emoções, e produzem opiniões e contra pontos e desafios… e isso. Isso é “geleia real”, para as nossas vidas…

Mensagens populares