sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Tocando em frente...

Ando devagar porque já tive pressa
E levo esse sorriso porque já chorei demais
Hoje me sinto mais forte mais feliz, quem sabe
Eu só levo a certeza de que muito pouco eu sei
E nada sei
Conhecer as manhas e as manhãs
O sabor das massas e das maçãs
É preciso amor para poder pulsar
É preciso paz para poder sorrir
É preciso chuva para florir
Penso que cumprir a vida seja simplesmente
Compreender a marcha e ir tocando em frente
Como um velho boiadeiro levando a boiada
Eu vou tocando os dias pela longa estrada, eu sou
Estrada eu vou
Conhecer as manhas e as manhãs
O sabor das massas e das maçãs
É preciso amor para poder pulsar
É preciso paz para poder sorrir
É preciso chuva para florir
Todo mundo ama um dia, todo mundo chora
Um dia a gente chega no outro vai embora
Cada um de nós compõe a sua história
E cada ser em si carrega o dom de ser capaz
E ser feliz
Conhecer as manhas e as manhãs
O sabor das massas e das maçãs
É preciso amor pra poder pulsar
É preciso paz pra poder sorrir
É preciso chuva para florir
Ando devagar porque já tive pressa
E levo esse sorriso porque já chorei demais
Cada um de nós compõe a sua história e
Cada ser em si carrega um dom de ser capaz
E ser feliz

Autor: Almir Sater/ Renato Teixeira

3 comentários:

  1. Muito bom!
    Cada ser em si carrega um dom de ser capaz
    E ser feliz :)

    ResponderEliminar
  2. Olá Caluda,

    Sejas muito bem-vinda a este recanto.
    Pois é! É uma pena que o pessoal não se lembre disso, e passe a vida a querer o que não tem, ser o que não é etc...

    Bjs Mário

    ResponderEliminar
  3. Gosto muito desta música e letra.
    Encontrei o seu blog no blog Flash e fui atraída pelo título,
    Recanto do Suricates, pois é um dos meus animais preferidos. Os vi pessoalmente apenas uma vez, no Zoológico de São Paulo, Brasil.
    Lembranças de São Paulo, Brasil.

    ResponderEliminar

…Escrevo, principalmente, por falta de espaço dentro de mim para tantas emoções e tão grandes (para mim). Anseio pelos comentários, porque fico com a sensação de que os pingos de emoção que transbordo caiem em terras fecundas, e coadjuvam o nascimento de novas emoções, e produzem opiniões e contra pontos e desafios… e isso. Isso é “geleia real”, para as nossas vidas…

Mensagens populares