quarta-feira, 13 de maio de 2009

- Quem? Chulo, parasita! O que é que pagar, tem a ver com receber?

Hoje, o dia tem sido angustiantemente, melancólico. Sinto-me defraudado e enxovalhado pelos governantes do país onde nasci, cresci, amo e luto, para que seja um pouco melhor. Entre ouvir “Red House Painters”, e… Não é hoje que vou prescindir do meu bálsamo da alma. Ai, Rodrigo Leão…, se soubesses…
Quero neste momento afirmar aqui, como quem quer dizer uma coisa para todos ouvirem; até mesmo aqueles que põem algodão, tampões e tudo o mais nas orelhas, para que lá não chegue os brados dos que gritam. Os portugueses não têm os governantes que merecem. Os portugueses, ainda que, com o seu espírito de ovelha que segue na fila sem protestar grande coisa, é na grande generalidade, gente de boa-fé. Analfabetos, iletrados, letrados e tudo mais, merecemos acima de tudo, sermos tratados pelos que sustentamos, não só o corpo, como a alma, o ego, os vícios, os desperdícios e até os chicotes que nos chicoteiam, com um respeito que eles não merecem. A cultura de vir permanentemente tirar “trigo”, do celeiro que, para o qual, não só não contribuem, como o incendeiam, espancam e matam os escravos que se arrastam na seara para manter o dito com alguma coisa. Esta politica de cobrança de impostos, compulsivamente, terá e tem, a sua justificação. Mas quem a faz, não tem a menor legitimidade moral para o fazer. Quem leva, dois e três anos a pagar, quando paga, não tem absolutamente nenhuma legitimidade de cobrar, coimar, julgar e punir quem mesmo deixando de comer e permitindo que os filhos morram nos seus braços de fome, consegue pagar os impostos resultantes das facturas que passou a um “Estado”, que as não pagou. Isto realmente é muito grave; mas há mais grave. Depois de nos comprometer-mos em cumprir planos para pagar o que não devíamos pagar, impostos pelo… falta-me as palavras, apesar do vocabulário não ser exactamente curto, ou limitado…, e efectivamente cumprindo-o, recebemos em tom de, “vamos dar cabo desses … todos”, a noticia em correio registado e mais não sei o quê, de que… pois; era mas agora já não é. Despe a roupa e vai-te prostituir, que agora quero tudo de uma vez e rápido.
- …há e tal, e não recebi!!
- Quem? Chulo, parasita! O que é que pagar, tem a ver com receber?

© Mário Rodrigues - 2009

2 comentários:

  1. Ol´´a M´´ario,

    As vezes eu tambem fico com a sensaçao de que ambos nada teem a ver um com o o outro. Que `as vezes pagamos para os fazermos rir, nao pelo dinheiro. Ate porque o dinheiro... eles sao insaciaveis, e´ um facto, mas, caramba, ja´ roubaram tanto! O Pais esta´ de tanga porque os nossos governantes roubaram TUDO o que o nosso Pa´´is tinha. E os outros Europeus sao abutres a rondarem o moribundo.

    Um abraço e, j´´a agora, um Feliz Natal e um Ano Novo com muita Saude e muita Felicidade!

    Jorge

    ResponderEliminar
  2. Olá Jorge,

    Não tens com que te preocupar!
    Como podes observar eu escrevi isto em Maio de 2009!
    Agora já nada é assim!
    ...
    É pior, porra!...

    Um abraço para ti

    ResponderEliminar

…Escrevo, principalmente, por falta de espaço dentro de mim para tantas emoções e tão grandes (para mim). Anseio pelos comentários, porque fico com a sensação de que os pingos de emoção que transbordo caiem em terras fecundas, e coadjuvam o nascimento de novas emoções, e produzem opiniões e contra pontos e desafios… e isso. Isso é “geleia real”, para as nossas vidas…

Mensagens populares